Ligue-se a nós

Saúde

Governador do Rio prorroga isolamento no estado até dia 31 de maio

Redação Informe 360

Publicado

no

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, decidiu prorrogar as medidas de isolamento social no estado até o dia 31 de maio. O prazo terminaria no dia 11, mas Witzel vai publicar um novo decreto na própria segunda-feira aumentando a validade do isolamento. A informação foi confirmada, na noite desta sexta-feira (8), pela assessoria do Palácio Guanabara.

O decreto traz como novidade a suspensão de obras não emergenciais em imóveis residenciais e comerciais, ficando garantida a possibilidade de suspender os contratos de prestação de serviços, sem multa ou juros.

Estão mantidos o fechamento de escolas públicas e privadas, creches e instituições de ensino superior e, ainda, a suspensão da realização de eventos esportivos, culturais, shows, feiras científicas, entre outros, em local aberto ou fechado. Também segue suspenso o funcionamento de cinemas, teatros e afins. Academias, centros de lazer e esportivos e shoppings também devem permanecer fechados. A recomendação para que a população fluminense não frequente praias, lagoas, rios e piscinas públicas e clubes segue válida para todo o estado.

Duas entidades de pesquisa importantes, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)  , divulgaram estudos pedindo a decretação de isolamento total, também conhecido como lockdown, no estado.

Anúncio

Witzel tem evitado se comprometer com a adoção desse sistema mais restrito, que proíbe a circulação de pessoas e veículos particulares, exceto para quem é ligado às áreas de segurança e saúde ou outros setores fundamentais. Nas cidades de São Luís do Maranhão e Fortaleza já foram adotados lockdowns, assim como em duas cidades da região metropolitana do Rio, Niterói e São Gonçalo, estas últimas a partir da próxima segunda-feira.

O estado do Rio é o segundo do país em número de casos confirmados e de mortes de covid-19, tendo registrado 15.741 casos e 1.503 óbitos nesta sexta-feira, sendo 1.585 casos e 109 mortes nas últimas 24 horas. Fonte: AgenciaBrasil Edição: Fábio Massalli

* Matéria atualizada às 14h45 para acréscimo de informações

Anúncio

Saúde

Por que sentimos menos fome no calor?

Redação Informe 360

Publicado

no

Naturalmente esse é um fato comum a todas às pessoas, a redução do apetite em dias mais quentes. Mas por que será que isso acontece? O que a ciência revela sobre sentirmos menos fome no verão?

Entre outras coisas, por que será que no inverno acontece exatamente o contrário? Descubra agora, neste artigo!

Leia mais

Você sente menos fome no calor? Entenda o porquê!

Evidentemente, é claro que a questão do apetite varia de pessoa para pessoa. Mas o que a ciência explica é que enquanto no inverno o nosso corpo precisa de mais energia para manter a temperatura interna e o funcionamento do organismo.

No verão isso não acontece, já que a temperatura externa é mais alta e não é preciso “se aquecer”. Assim, o consumo de calorias acaba sendo menor, diminuindo, portanto, a nossa vontade de ingerir os alimentos. O educador científico Luis Villazon explica o seguinte ao Science Focus, sobre este assunto:

Anúncio

“Em dias quentes, nosso corpo já está trabalhando duro para fazer com que sua temperatura não aumente muito, por isso ele não precisa do calor extra que você adquire de uma grande refeição. Por isso, seu apetite acaba reduzindo um pouco e seu corpo usa mais da energia nas reservas de gordura”.

Luis Villazon

Deste modo, no inverno acontece o contrário, é a comida que precisa aquecer o corpo, por isso sentimos a necessidade de fazer refeições mais intensas ou mais vezes ao dia.

Especialistas ainda sugerem que isso é mais percebido em regiões onde as estações são bem definidas, em que o inverno realmente é mais frio e o verão com calor intenso.

Outro estudo realizado na China no ano de 2021, reafirma ainda mais que sentimos menos fome em dias quentes, ao revelar que o aumento de 1 °C diminui a quantidade de comida ingerida em 0,11%.

Anúncio

Quais estratégias preciso fazer para comer bem no verão?

Salada e mesa com frutas
Imagem Shutterstock

Segundo especialistas, o ideal é escolher levar ao prato alimentos mais leves, priorizando opções com fibra, fruta, hortícolas, alimentos mais ricos em antioxidantes, menos processados, menos gorduras e menos açúcares.

Além disso, é necessário não esquecer de manter um bom nível de hidratação ao longo do dia, afinal de contas independente das regiões, os fenômenos climáticos e a temperatura do planeta estão de uma forma geral, tornando os dias mais quentes até mesmo em estações tipicamente frias.

Outra dica é não mudar a alimentação bruscamente, apesar da diminuição do apetite, pois isso não é recomendado, de acordo com nutricionistas. Até porque, com as altas temperaturas, há também uma maior perda de líquidos e nutrientes.

Dessa forma, é importante continuar seguindo uma alimentação balanceada. Portanto, escolha sucos, saladas e diversas outras opções de alimentos mais refrescantes e, ao mesmo tempo, nutritivos.

O post Por que sentimos menos fome no calor? apareceu primeiro em Olhar Digital.

Anúncio

Powered by WPeMatico

Continuar Lendo

Saúde

Gripe aviária é detectada em aves de Nova York

Redação Informe 360

Publicado

no

A situação da gripe aviária vem se tornando cada vez mais preocupante. Em meio ao aumento do número de casos da doença em diferentes animais, autoridades do mundo todo passaram a acompanhar a evolução do vírus com maior atenção. Agora, cientistas dos Estados Unidos confirmaram que detectaram o H5N1 em algumas aves selvagens da cidade de Nova York.

Leia mais

Vírus foi detectado em seis aves de quatro espécies diferentes

No total, foram coletadas e rastreadas 1.927 amostras entre janeiro de 2022 e novembro de 2023. Após análises, o vírus foi detectado em seis aves urbanas de quatro espécies diferentes: gansos canadenses (Branta canadensis); falcões de cauda vermelha (Buteo jamaicensis); falcões peregrinos (Falco peregrinus); e galinhas (Gallus gallus domesticus).

A análise de sequenciamento também mostrou a presença de múltiplos genótipos diferentes do H5N1. As autoridades de saúde dos EUA emitiram um alerta para que os moradores da cidade se mantenham afastados de quaisquer aves que pareçam estar doentes e reportem se encontrarem aves doentes ou mortas há muito tempo.

A detecção da gripe aviária nos animais foi publicada no Journal of Virology. As informações são do ScienceAlert.

Anúncio
Médico segurando um tubo de amostra de sangue; teste de gripe aviária
Casos de gripe aviária estão sendo registrado em diversas partes do mundo (Imagem: StanislavSukhin/Shutterstock)

Riscos de uma nova pandemia?

  • A identificação do vírus em aves de Nova York é mais um sinal de alerta.
  • Nos últimos meses, cientistas detectaram a gripe aviária em amostras de leite cru e em vacas leiteiras pela primeira vez na história.
  • A doença também já causou a morte de diversos animais que não costumavam ser infectados.
  • É o caso do urso polar, gatos e até pinguins da Antártica.
  • Segundo especialistas, isso comprova que o vírus está se espalhando até em áreas remotas do planeta.
  • Em meio ao cenário, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou para o risco do avanço dos casos de gripe aviária em aves e mamíferos.
  • Isso pode fazer com que o vírus passe por mutações e consiga infectar humanos de uma forma mais grave e rápida, o que representaria uma grave crise de saúde pública mundial.

O post Gripe aviária é detectada em aves de Nova York apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Continuar Lendo

Saúde

Cura do diabetes tipo 2 é descoberta; saiba qual é

Redação Informe 360

Publicado

no

Cientistas de Xangai (China) conseguiram curar, pela primeira vez na história, um paciente com diabetes tipo 2. O tratamento utilizado é experimental e envolve transplante de células do pâncreas.

Os investigadores, que publicaram sua descoberta na Cell Discovery, não revelaram a identidade do paciente, porém, sabe-se que ele tem 59 anos e viveu com a diabetes tipo 2 por 25 anos, mas estava ao menos há três anos sem precisar injetar insulina. O procedimento foi realizado no Hospital Shanghai Changzheng.

Como funciona a cura do diabetes tipo 2

  • O tratamento iniciou-se em 2021;
  • Os médicos pegaram células mononucleares do sangue do paciente e a reprogramaram em células-tronco;
  • Depois, o tecido de pequenos grupos de células especiais no pâncreas (as ilhotas pancreáticas, que produzem insulina) foram reconstruídas em ambiente artificial;
  • As ilhotas pancreáticas do paciente perderam sua função desde que ele fez transplante de rim, precisando tomar insulina diariamente;
  • Na sequência, ele foi desmamado dos medicamentos e da insulina;
  • O método conseguiu auxiliar na recuperação total da função das ilhotas pancreáticas;
  • Os médicos esperam, agora, que o tratamento possa evitar, ainda, a progressão das complicações diabéticas.

As próximas etapas envolvem aumentar a quantidade de amostras estudadas para poderem ter conclusões em definitivo acerca do papel das ilhotas pancreáticas e o alcance das metas glicêmicas.

“Estudos futuros são necessários para estender a aplicação do transplante de ilhotas derivadas de células-tronco a outros subtipos de diabetes e para gerar produtos prontos para uso para curar o diabetes sem a necessidade de imunossupressão”, disseram os autores do estudo.

Dexcom recebe aprovação da FDA para novo monitor de glicose

A Dexcom, empresa de dispositivos médicos, obteve autorização da Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, da sigla em inglês) para o seu novo monitor de glicose contínuo sem prescrição chamado Stelo.

Anúncio

Leia a matéria completa aqui

O post Cura do diabetes tipo 2 é descoberta; saiba qual é apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Anúncio
Continuar Lendo

Em Alta