Ligue-se a nós

Tecnologia

8 novas tecnologias de carros lançadas em 2023

Redação Informe 360

Publicado

no

Se tem um segmento que investe continuamente em recursos tecnológicos é o da indústria automotiva. A cada lançamento de 2023, a expectativa cresce para saber qual inovação vamos experimentar na tecnologia dos carros. Pode-se arriscar dizer que o interesse em potência, motorização e performance já rivaliza à altura com os requintes e avanços tecnológicos.

Por isso, apresentamos uma lista com 8 tecnologias de carros que foram lançadas neste ano. Afinal, os carros estão cada vez mais inteligentes, conectados e transformando a forma como nos locomovemos.

Leia mais:

  • Esse carro voador futurístico promete revolucionar o transporte
  • Por que os carros elétricos são a bola da vez no mercado automotivo (e tecnológico)
  • 5 tecnologias que eram moda nos carros na década de 2010

A seguir, você acompanha uma seleção de novas tecnologias aplicadas aos veículos em 2023. Integração, segurança e conforto formam a tríade de sucesso em que a indústria de automóveis aposta.

1-Tecnologia de condução autônoma

Um dos avanços tecnológicos de maior destaque em 2023 é a conclusão e implementação dos veículos autônomos de nível 5. O tempo em que imaginávamos os carros andando sozinhos no futuro, já ficou para trás. No passado, os veículos autônomos eram apenas uma perspectiva futurista. Agora, eles estão na estrada, modificando a maneira como dirigimos e também interferindo em como vivemos.

Anúncio

Os veículos autônomos de nível 5 podem navegar sem qualquer assistência humana, e antes de se assustar ou criticar, saiba que trazem benefícios significativos em termos de segurança. Graças a essa inovação, o número de acidentes de trânsito causados ​​por erro humano pode diminuir drasticamente. Além disso, essa tecnologia permitirá que pessoas que não podiam dirigir devido a alguma deficiência física ou limitação de movimento possam ter a liberdade de mobilidade.

Até agora, níveis 1, 2 e 3 já são conhecidos. Nos níveis 1 e 2, a tecnologia nos carros foi oferecida como assistência ao motorista. São itens que auxiliam na aceleração e frenagem, além de recursos de direção, como manter o carro centralizado na pista e manutenção de distância segura do carro da frente, por exemplo.

O nível 3 trouxe a automação condicional de condução. O carro aproveita os sistemas de assistência ao motorista e inteligência artificial para tomar decisões com base, inclusive, nas mudanças de cenário ao seu redor. Mas o motorista ainda precisa estar alerta e no comando do veículo.

Já nos níveis 4 e 5, o grau de automação de condução é alto. A maior classificação da condução autônoma identifica os veículos capazes de se locomoverem a qualquer lugar e em todas as condições sem intervenção humana. Não há limitação de perímetro para circulação e a única etapa em que existe envolvimento humano está na definição do destino. 

Anúncio

Muitos dos SUVs lançados em 2023 dispõem de recursos de condução autônoma, como sistemas de assistência de direção e frenagem automática. Esses recursos aumentam a segurança dos passageiros e ajudam a reduzir a fadiga do motorista em longas viagens. Como exemplos, podemos citar o Volkswagen Taos, o Chevrolet Equinox, o Nissan X-Trail (condução semiautônoma). E os modelos Volvo XC90, Tesla Model 3, X, Y e S, Mercedes EQS e o S Class, o Legend Honda, que trabalham continuamente para obterem permissão e se adequarem às legislações de cada país para classificação dos níveis 3 a 5.

No Brasil, segundo a classificação da SAE (Sociedade dos Engenheiros Automotivos), há veículos com assistência de condução autônoma. Porém, são compreendidos nos níveis 1 e 1, ou seja, são aqueles carros que demandam a atuação dos motoristas ao volante.

Ainda existem também as questões éticas, de legislação e de infraestrutura. Assim, os proprietários brasileiros preferem desligar os sistemas automáticos (que, no caso dos modelos Tesla não é o sistema FSD – Full Self Driving – disponível para condutores selecionados).

2- Maior conectividade pela IoT

A Internet das Coisas (IoT) é uma realidade em diversos setores. Ao falarmos sobre conectividade em automóveis, os veículos inteligentes já são uma realidade, conforme essa lista deixa claro. É inegável o quanto pode facilitar a mobilidade no transporte.

Anúncio

Com a IoT, os carros passam a ter a tecnologia integrada. Você pode parear seu smartphone, ou por meio de sistemas e assistência remotos, e possibilitar a automatização, a personalização e o monitoramento de serviços. 

Mais uma vez, a bandeira da segurança segue à frente dessas inovações. Os benefícios relacionados à localização do seu veículo vão além de saber onde você estacionou seu carro. Com o celular conectado à internet, além do rastreamento, também é possível receber alertas sobre o tráfego, colisões, alagamentos e outros fatores que possam prejudicar seu percurso.

Além disso, a conectividade em automóveis proporciona mais conforto, já que pode trazer informações sobre o clima, estacionamentos e outros serviços que possam interessar ao usuário.

A tecnologia car-to-car communication permite que sensores sejam ativados em caso de pane do seu veículo, enviando informações em tempo hábil para alertar outros motoristas, mantendo-os atentos e evitando surpresas.

Anúncio

3- Tecnologia ADAS

Se já percebeu que a segurança está em quase todas tecnologias dos carros lançados pela indústria automotiva, aqui tem mais um exemplo.

O Advanced Driving Assistance Systems (ADAS) entra em ação quando um obstáculo é detectado na via, por exemplo. Assim, contribui para a redução de acidentes, prevenindo possíveis erros humanos e salvando vidas.

Em português, a sigla significa Sistema Avançado de Assistência ao Condutor. O sistema ADAS é um pacote de recursos desenvolvido para tornar a condução do carro mais inteligente e segura para os ocupantes do veículo.

Entre esses recursos, podemos citar os sensores de estacionamento, que auxiliam com a função de detectar objetos próximos ao carro e informar a distância. O Blind Spot Monitoring System (BLIS) é o monitoramento de ponto cego, outro recurso básico do ADAS. Com ele, o motorista verá objetos que não aparecem no ângulo regular dos retrovisores.

Anúncio

O leitor de placas de trânsito identifica a velocidade máxima das vias e avisa ao motorista caso ele a ultrapasse. Outros recursos do sistema são o RCA (Rear Cross Traffic Alert), o BAS (Brake Assist System), assistente de frenagem de emergência, o estacionamento automático (Park Assist) e Lane Keeping System (LKS), assistente de permanência em faixa.

4- Evolução do piloto automático adaptativo

Muitos carros nacionais não possuem a tecnologia de piloto automático, nem como opcional. Mas por outro lado, uma variedade de modelos nacionais e importados apresentam uma versão até evoluída do item.

Modelos como VW Virtus e Toyota Corolla Cross são equipados com o piloto automático adaptativo, também conhecido pela sigla ACC (Adaptive Cruise Control). O recurso também faz parte do pacote Advanced Driving Assistance Systems (ADAS), abordado no item anterior.

É o piloto automático convencional, mas que consegue “acompanhar” o veículo da frente. O sistema é capaz de controlar a distância de forma independente, acelerando e freando conforme o necessário, com o uso de sensores e radares. Ou seja, além de aumentar a segurança, o equipamento consegue melhorar o conforto do motorista.

Anúncio

A Toyota dispõe do equipamento nos modelos Toyota Corolla Cross XR e Toyota Corolla GLi 2.0. A Honda conta com ele no Honda HR-V EX, no Honda City Touring e no Honda Accord Advanced Hybrid. A Volkswagen aposta no ACC nos modelos T-Cross 1.0 TSI, Nivus Comfortline e Virtus 1.0 TSI. Na Chery você encontra o Tiggo 5x Pro Hybrid Max Drive.

5- A era da eletrificação

A tecnologia dos carros elétricos cresce mais a cada ano

A eletrificação dos automóveis e de outros meios de transporte parece ser um caminho sem volta. Segundo estudo da AIE (Agência Internacional de Energia), o aumento estimado das vendas de carros elétricos em 2023 será de 35% e 1 em cada 5 carros vendidos neste ano será elétrico ou híbrido plug-in.

 Seja em função do aquecimento global, da qualidade do ar e das dinâmicas de mercado, o fato é o crescente avanço da eletromobilidade no mundo. A indústria automotiva e o setor de transportes passam pela descarbonização e o setor energético deve se basear cada vez mais em fontes renováveis.

Em 2023, vários modelos de carros elétricos e híbridos foram lançados, de olho nessa tendência e urgência apresentada pelo setor. Portanto, a maneira encontrada para conseguir uma emissão zero de carbono é por meio de veículos elétricos e híbridos, no modo plug-in, ou, no futuro, com carros movidos à célula de combustível.

O veículo híbrido (full hybrid) possui um motor elétrico atuando em conjunto com um motor a combustão convencional, gerenciado por uma unidade de controle de potência. Um veículo híbrido flex pode ter como combustível, além da gasolina, o etanol, e conta com o sistema de partida a frio, característico de automóveis movidos a etanol, sendo usado juntamente ao motor elétrico e à bateria. Entre os modelos lançados, podemos destacar: Audi Q8 e-tron e Q8 e-tron Sportback, BYD Yuan Plus, Chevrolet Bolt EUV, Fiat 500e Abarth, Ford Mustang Mach-E, entre outros.

Anúncio

6- Tecnologia de carregamento elétrico

Obviamente, com mais carros elétricos nas estradas, a tecnologia de carregamento elétrico está se tornando uma parte fundamental da era da eletrificação veicular. As estações de carregamento estão se tornando mais acessíveis e a tecnologia de carregamento sem fio também está sendo desenvolvida.

A mais recente tecnologia em carregadores de carros elétricos são os carregadores sem fio, que eliminam a necessidade de conectores físicos. No entanto, por enquanto eles podem ter taxas de carregamento um pouco mais lentas em comparação com as opções com fio.

O carregamento rápido com corrente contínua, chamado de carregamento DC é uma tecnologia de carregamento de alta velocidade projetada para carregamento rápido em trânsito. É capaz de fornecer uma carga considerável em um prazo de tempo curto. São encontrados ao longo de rodovias e rotas movimentadas.

7- Novos materiais no design

Projetista da Toyota usando IA em design de carro
(Imagem: Divulgação/Toyota)

A revolução causada pela Internet das Coisas e a Inteligência Artificial atingiu também a estética dos veículos. A novidade está na escolha de materiais alternativos e de funcionalidades disfarçadas de design. Fibra de carbono e alumínio são materiais eco-friendly que tornam os carros mais leves e mais eficientes em termos de combustível. Design futurista e aerodinâmico também está se tornando cada vez mais popular.

Essa estética do futuro divide espaço com outra tendência, a retrofuturista, que mescla elementos do passado, trazendo uma certa nostalgia aos projetos de carros. É a reintrodução de elementos nostálgicos de design em veículos modernos. Isso traz uma sensação de saudosismo aliada à inovação.

Anúncio

As carrocerias dos carros estão sendo desenvolvidas de forma a  otimizar a eficiência energética. Os designers já integram painéis solares nas carrocerias e utilizam iluminação LED de baixo consumo energético.

As linhas são leves e as superfícies suaves, para combinar com essa consciência. A tecnologia sobressai nos carros que apresentam teclas sensíveis ao toque e interfaces digitais, sem excessos. Os sensores e câmeras (necessários para a condução autônoma) foram pensados para ficarem estrategicamente colocados de maneira inteligente. Muitas vezes estão disfarçados em elementos de design, como grade dianteira e maçanetas. O layout interior segue a mesma linha, flexível e multifuncional. A integração de tecnologia autônoma com o design está moldando os carros do futuro, e também a experiência dentro dos veículos.

8- Assentos com IA

Conforto personalizado, essa é a promessa dos assentos com Inteligência Artificial (IA). Uma das novidades que causou maior impacto no mercado automotivo de 2023 são esses tipos de assentos. Eles utilizam sensores e IA para ajustar automaticamente a posição, a altura e o ângulo do assento de acordo com o corpo do condutor ou do passageiro.

Além disso, alguns desses assentos também contam com sistemas de massagem integrados e ajustes de temperatura. Não é apenas um elemento de luxo, é a experiência sensorial elevada à máxima potência para quem dirigir ou ocupar um veículo, que não é mais do futuro, é o presente.

Anúncio

O post 8 novas tecnologias de carros lançadas em 2023 apareceu primeiro em Olhar Digital.

Continuar Lendo
Anúncio

Tecnologia

Spotify terá novo plano mais caro ainda este ano

Redação Informe 360

Publicado

no

Um novo plano do Spotify voltado para quem é usuário assíduo da plataforma será lançado ainda este ano e será mais caro que as assinaturas existentes atualmente. As informações são da Bloomberg.

Leia mais:

  • 7 recursos disponíveis no Spotify para encontrar uma playlist perfeita
  • Spotify: como ver histórico de músicas e podcasts no PC e celular
  • Como cancelar Spotify Premium pelo celular

A gigante do streaming de áudio planeja lançar o plano como um complemento para os usuários que já assinam o serviço. Espera-se que ele custe US$ 5 (cerca de R$ 26) a mais por mês nos EUA, dando acesso a um áudio melhor e novas ferramentas para criar playlists e gerenciar bibliotecas de músicas.

Recentemente, o Spotify aumentou os preços no país:

  • Premium Individual: de US$ 10,99 para US$ 11,99 por mês;
  • Premium Duo: de US$ 14,99 para US$ 16,99 por mês;
  • Premium Família: de US$ 16,99 para US$ 19,99 por mês.

As informações indicam apenas um lançamento nos EUA, e não há confirmação de o plano vá ser lançado no Brasil, por enquanto. Por aqui, os planos atuais são:

  • Plano Premium Individual, que sai por R$ 21,90 mensais;
  • Premium Duo por R$ 27,90 ao mês;
  • Premium Família, R$ 34,90 por mês;
  • E Premium Universitário, que custa R$ 11,90 mensais.

O Spotify se recusou a comentar oficialmente sobre o novo plano. O relatório desta assinatura nova surge uma semana após a empresa ter aumentado os preços dos seus planos premium nos Estados Unidos.

spotify
Previsão é que o Spotify lance novo plano ainda em 2024 – Imagem: Yalcin Sonat/Shutterstock

Novo plano do Spotify oferece mais qualidade de áudio

  • O preço do novo plano variará conforme o plano básico de cada usuário e o valor adicionado para obter os benefícios, mas espera-se uma margem de 40% no que será pago a mais em assinaturas.
  • Os assinantes que optarem pelo novo plano terão acesso ao áudio de alta fidelidade (HiFi) do Spotify.
  • Em 2021, o Spotify anunciou o recurso de áudio HiFi para permitir que assinantes premium em mercados selecionados atualizassem sua qualidade de som, mas o lançamento acabou sendo adiado.

Os assinantes premium do Spotify aumentaram 14%, no primeiro trimestre encerrado em 31 de março, em relação ao mesmo período do ano anterior. A previsão é de 631 milhões de usuários ativos mensais para o segundo trimestre.

spotify
Assinaturas do Spotify vem aumentando apesar de elevação nos preços (Imagem: Chubo – my masterpiece/Shutterstock)

O post Spotify terá novo plano mais caro ainda este ano apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Anúncio
Continuar Lendo

Tecnologia

Meta estaria planejando ‘story casado’ entre Insta e WhatsApp

Redação Informe 360

Publicado

no

Posso estar completamente enganado e desatualizado, mas não conheço muita gente que usa os “Stories” do WhatsApp, que recebem o nome de “Status”, mas que sabemos que são quase a mesma coisa.

A função, no entanto, deve ter a sua importância, até porque a Meta estaria preparando uma grande novidade para ela. Segundo indica um vazamento divulgado pelo desenvolvedor Alessandro Paluzzi, a empresa deve lançar em breve uma espécie de postagem casada entre o Whats e o Instagram.

Paluzzi, que é conhecido por ter ótimas informações de bastidores e por antecipar novos recursos, divulgou um printscreen do Story do Insta. E nele aparece o botão ainda inédito para compartilhar a publicação no WhatsApp também.

Vale destacar que a Meta já possui um recurso parecido, só que entre o Instagram e o Facebook. Se realmente implementada, essa mudança vai facilitar bastante a vida de quem posta o mesmo conteúdo em diferentes plataformas.

O que sabemos sobre a novidade

  • Pouquíssima coisa além do post do Paluzzi.
  • O recurso deve funcionar apenas em publicações próprias.
  • Ou seja, nada de postar diretamente aquele vídeo engraçado que você viu no feed.
  • A aposta é que a Meta também trabalhe no caminho reverso, ou seja, que você consiga postar o seu conteúdo do Status no Insta também.
  • Isso tudo, porém, vale lembrar, está apenas no campo das especulações.
  • Nem WhatsApp, nem Instagram, nem Meta se manifestaram.
  • Não há também, portanto, uma data oficial para lançamento.

Outras novidades no Whats

Apesar de abranger as duas plataformas, o novo recurso parece mais um afago aos usuários do WhatsApp. O mensageiro, aliás, vem recebendo nas últimas semanas novas ferramentas – que tem se mostrado muito úteis.

whatsapp instagram
As plataformas da Meta podem ficar mais próximas do que nunca – Imagem: BigTunaOnline/Shutterstock

Como você leu aqui no Olhar Digital, você pode criar figurinhas para o WhatsApp usando Inteligência Artificial.

Ou ainda mandar áudios ‘que somem’, ou seja, com visualização única.

O brasileiro, claro, agradece. Primeiro porque estamos no pódio de número de usuários da plataforma no mundo. Além disso, segundo o próprio Mark Zuckerberg, somos o país que mais envia áudios e usa figurinhas no “Zap”.

Olhar Digital.

Anúncio

Powered by WPeMatico

Continuar Lendo

Tecnologia

Golpe do óleo velho: o que é e como se proteger?

Redação Informe 360

Publicado

no

Um novo problema emergente tem preocupado os consumidores e especialistas do setor automobilístico: o golpe do óleo velho. Essa prática fraudulenta, que envolve a comercialização de lubrificantes falsificados, reutilizados ou de baixa qualidade, representa uma ameaça séria para a integridade dos veículos e a segurança dos motoristas. Neste artigo, vamos explorar o que é o golpe do óleo velho, suas consequências para os automóveis e como os consumidores podem se proteger.

O mercado de lubrificantes enfrenta várias formas de fraude, incluindo a atuação de fabricantes sem autorização ambiental, a adulteração de produtos e a pirataria de marcas. Essas práticas comprometem não apenas a qualidade dos lubrificantes, mas também enganam os consumidores, colocando em risco a segurança veicular e ambiental.

Leia também:

  • Como descarbonizar a frota de veículos brasileira?
  • Aquaplanagem: o que é e como evitar?
  • Qual é a forma correta de usar o câmbio de um carro automático?

O que é o Golpe do Óleo Velho?

O que é o Golpe do óleo velho
Foto de Tim Mossholder na Unsplash

O golpe do óleo velho refere-se à venda de lubrificantes adulterados, falsificados ou reprocessados, muitas vezes vendidos como produtos de alta qualidade. Essa prática criminosa pode incluir a mistura de óleo usado com substâncias inadequadas, a falsificação de marcas reconhecidas e até mesmo a venda de óleo queimado como se fosse novo. Uma das fraudes mais preocupantes é o reprocessamento de óleo queimado e sua venda como lubrificante sintético de alta qualidade.

Em resposta as fraudes, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), tem realizado um monitoramento mais intenso. De acordo com dados do Programa de Monitoramento de Lubrificantes da ANP, antes da intensificação do monitoramento, os lubrificantes, em sua maioria, estavam regulados em todos os aspectos, mas uma porcentagem significativa apresentou parâmetros fora do padrão, evidenciando a gravidade do problema.

Anúncio

Após o monitoramento mais minucioso, centenas de milhares de litros de lubrificantes irregulares foram apreendidos. A ANP apreendeu uma grande quantidade de lubrificantes irregulares nos últimos anos, principalmente devido à falta de aditivação e problemas de viscosidade.

Consequências para o Carro

O uso de lubrificantes de má qualidade pode acarretar uma série de danos ao motor do veículo. Esses lubrificantes inadequados podem não oferecer a lubrificação adequada, levando ao desgaste prematuro das peças do motor, aumento do atrito e superaquecimento. Além disso, substâncias contaminantes presentes em lubrificantes falsificados ou reutilizados podem causar entupimento de filtros, corrosão de componentes e danos irreversíveis ao sistema de lubrificação do veículo.

Como se proteger

Foto de Erik Mclean na Unsplash

Para evitar cair no golpe do óleo velho, os consumidores devem adotar algumas medidas preventivas. É essencial adquirir lubrificantes apenas em estabelecimentos confiáveis e autorizados, verificando sempre a procedência dos produtos e a integridade das embalagens.

Além disso, é recomendável ficar atento a preços muito abaixo do mercado, pois isso pode indicar a venda de produtos falsificados. Por fim, os motoristas devem estar atentos aos sinais de problemas no veículo, como ruídos incomuns, vazamentos de óleo ou falhas no desempenho do motor, e buscar a orientação de um profissional qualificado ao menor sinal de problema.

O golpe do óleo velho representa uma ameaça significativa para os proprietários de veículos, comprometendo não apenas a integridade dos automóveis, mas também a segurança dos motoristas e passageiros. Ao estar ciente dessa prática fraudulenta e adotar medidas preventivas, os consumidores podem proteger seus veículos e evitar prejuízos financeiros e mecânicos.

Anúncio

O post Golpe do óleo velho: o que é e como se proteger? apareceu primeiro em Olhar Digital.

Powered by WPeMatico

Continuar Lendo

Em Alta