Violência em condomínios é tema de debate com representantes do setor e autoridades no ES

Na manhã desta segunda-feira (8), representantes do setor de condomínios, síndicos e autoridades do ES se reuniram, por meio de debate virtual, para discutir sobre o projeto de lei 83/2020, que trata da violência em condomínios. O objetivo foi ampliar a discussão com os representantes do setor e autoridades que trabalham na linha de frente dos condomínios e dos órgãos especializados de segurança no enfrentamento à violência. O debate teve ainda a finalidade de reunir informações e sugestões de melhorias para o projeto de lei 83/2020, que entrará em votação amanhã (terça), na Câmara de Vitória, durante sessão ordinária.

De autoria do vereador Wanderson Marinho (PSC), propõe que síndicos e administradores denunciem atos de violência contra a criança, adolescente, mulher e idoso aos órgãos especializados de segurança pública. Para isso, a denúncia deve constar no livro de ocorrências do condomínio. “Foi um debate respeitoso, visando ouvir a opinião de quem lida diariamente com esse tipo de situação. Como autor do PL foi extremamente rica a participação desses representantes”, diz.

Segundo o presidente do Sindicato Patronal de Condomínios Residenciais, Comerciais, Mistos e Empresas de Administração de Condomínios no ES (Sipces), Gedaias Freire Costa, a vigilância solidária deve partir de todos os cidadãos. “O morador, o síndico e a população de uma forma geral são atores no enfrentamento à violência. Acredito que trabalhar a conscientização é o caminho mais próximo, mais frutífero e sem penalidades para o síndico e envolvidos”.

O diretor, assessor contábil e jurídico da CECAD Administração Condominial, Claudionor Brandão, ressalta a importância do debate sobre o projeto de lei. “É uma iniciativa louvável e ficamos felizes, pois nos sentimos parte desse processo de construção dessa pauta, com o intuito de trabalhar na prevenção, orientação e contribuir para uma sociedade melhor. E, caso seja aprovado o PL, que tenhamos o amparo legal para as devidas providências no combate à violência”, enfatiza.

Para o advogado e presidente da Comissão do Idoso da OAB/ES, Ademir Cardoso, é essencial pensar em políticas públicas voltadas ao idoso, população cada vez mais crescente no Brasil. “Quero parabenizar o vereador pelo projeto de lei, pois toda e qualquer iniciativa que vem para amparar e proteger o idoso é importante, pois eles também são frágeis e alvos de violência”, diz.

Já a coordenadora de Políticas de Promoção e Defesa da Mulher de Vitória, Mariana Bernardes, reforça a necessidade de campanhas educativas contínuas sobre o tema em condomínios. “Vale lembrar que cada condomínio tem a sua realidade. Por isso, o processo pedagógico, orientador e de caráter informativo, é fundamental. Esse trabalho pode ser desenvolvido, por meio de informativos, boletins e e-mails“, comenta.

Entre os convidados participantes do debate virtual, o presidente do Sindicato Patronal de Condomínios Residenciais, Comerciais, Mistos e Empresas de Administração de Condomínios no ES (Sipces), Gedaias Freire Costa, o diretor, assessor contábil de jurídico da Cecad Administração Condominial, Claudionor Brandão, a síndica profissional e proprietária da Personal Condomínio, Aline Moraes, o Major Chefe da Divisão Operacional do 1º BPM, Rivelino Bonfim, a coordenadora de Políticas de Promoção e Defesa da Mulher de Vitória, Mariana Bernardes, o advogado e presidente da Comissão do Idoso da OAB/ES, Ademir Cardoso e a coordenadora Local do CREAS/Centro, Cristiane Müller.

Fonte: Assessoria Vereador Wanderson Marinho (PSC) Por: Tatiana Ribeiro (27) 9.9941-0275

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.