PIX terá sistema para devolver valores em caso de fraude ou falha a partir de novembro, diz BC

O Banco Central informou nesta terça-feira (8) que aprovou a criação de um “mecanismo especial de devolução” do PIX – sistema de transferências em tempo real da instituição que funciona em tempo integral.

De acordo com o BC, esse novo sistema entra em operação em 16 de novembro, quando o PIX completará um ano.

“A criação do mecanismo padroniza as regras e os procedimentos para viabilizar a devolução de valores nos casos em que exista fundada suspeita de fraude ou nas situações em que se verifique falha operacional nos sistemas das instituições envolvidas na transação”, informou.

Segundo a instituição, a devolução poderá ser iniciada pelo prestador de serviço de pagamento do usuário recebedor, por iniciativa própria ou por solicitação do prestador de serviço do usuário pagador.

PIX já prevê devolução

O BC lembra que, desde o seu lançamento, o PIX disponibiliza uma funcionalidade de devolução que permite que o usuário recebedor devolva, total ou parcialmente, os valores de uma transação. Explicou, entretanto, que não havia previsão de que a devolução fosse iniciada pela instituição de relacionamento do usuário recebedor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.