Paulo André tem bolsa atleta suspensa por participação no BBB 22

Paulo André Camilo não recebe mais a bolsa atleta por conta de sua participação no BBB 22. O governo federal suspendeu o benefício de R$ 1.850 mensais do corredor por ele descumprir os requisitos básicos do pagamento. Como ele está confinado no reality, é evidente que não está vinculado às práticas esportivas neste momento.

O Ministério da Cidadania informou ao que Camilo era contemplado pela categoria internacional no Programa Bolsa Atleta, referente aos resultados de 2019 e 2020 dele. Existem outras quatro categorias além dessa, sendo a de P.A. o segundo maior valor –atletas olímpicos ou paralímpicos ganham R$ 3.100 por mês.

Os pré-requisitos determinam que a pessoa seja maior de 14 anos, esteja vinculada a um clube, tenha afiliação à entidade de administração de sua modalidade, tanto estadual (federação) como nacional (confederação); e participação em alguma competição internacional, com classificação entre o primeiro e terceiro lugar.

Confira abaixo a nota na íntegra:

A Consultoria Jurídica do Ministério da Cidadania emitiu parecer sobre a participação do atleta no Big Broher Brasil, da TV Globo. A pasta encaminhou notificação para o atleta e aguarda a manifestação dele para dar andamento ao processo. Cabe informar que o pagamento foi suspenso preventivamente, já que a lei que disciplina o programa exige a continuidade dos treinos durante todo o período de recebimento do benefício.

Em fevereiro, o brother foi convocado para o campeonato Sul-Americano Indoor de Atletismo em Cochabamba, na Bolívia. Como não respondeu a notificação, a CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) o substituiu por outro atleta.

 

Fonte: noticiasdatv.uol.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.