Noivos usam redes sociais para transmitir casamento durante a pandemia

A pandemia do novo coronavírus tem impactado diversos hábitos e costumes da população mundial. Até o casamento foi afetado por esse cenário atípico.

No Diário da Quarentena desta segunda-feira (11), a repórter da TV Vitória/Record TV, Marla Bermudes, conversou com alguns pombinhos que precisaram adiar a cerimônia presencial da união e se adaptar.

O namoro de seis anos entre o publicitário Alexandre Venturin e dona de casa Isadora Bastos se tornaria casamento. Já estava tudo preparado: festa, igreja e apartamento comprado. Contudo, a pandemia mudou os planos. “Me casei com um vestido branco que tinha no armário. Foi o que deu tempo de fazer, mas no fim das contas deu tudo certo. Não sabemos quando vamos fazer a lua de mel”, conta Isadora.

Os servidores públicos Laura Barreto e Victor Lira também se casaram durante a pandemia. A festa e a lua de mel foram adiadas, mas o casamento no civil aconteceu. “Planejamos o casamento para o dia primeiro de maio, mas infelizmente essa situação pegou a gente de surpresa e frustrou as nossas expectativas para esse momento”, explica Victor.

A influenciadora digital e especialista em casamento, Karol Tristão, percebeu o aumento de pessoas que estão se casando e se virando do jeito que podem durante a quarentena. “Tem muita gente se reinventando, tirando leite de pedra e está dando super certo. Muitas noivas têm feito o casamento no civil e transmitido online”, ressalta.

O Desembargador Ney Batista Coutinho, que é corregedor-geral da Justiça do Espírito Santo, explica que os cartórios estão tomado medidas de segurança para realizar o matrimônio. “Os casamentos têm sido realizados com a presença do casal, duas testemunhas e os pais dos noivos. No máximo oito pessoas. São agendados horários específicos para evitar aglomerações e filas de espera”, detalha. Fonte: FolhaVitória

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.