Marinho é apresentado pelo Flamengo entre lágrimas e homenagens: “Não cai a ficha”

Não tem como fugir do que vai parecer piegas. A apresentação de Marinho pelo Flamengo passa muito pelo filho realizando o sonho de um pai.

Cobiçado em outros tempos, o atacante trocou o status de super-reforço para seguir outros rumos. Enfim contratado, chega para aumentar o recheado leque de opções ofensivas para Paulo Sousa. Chega para deixar mais feliz Seu Zé Carlos, presente na apresentação, e boa parte da pequena Penedo, no interior de Alagoas.

Duas horas após a apresentação, Marinho teve seu nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e ficou regularizado para estrear pelo clube.

A presença do pai, por sinal, foi o ponto alto da tarde no Ninho do Urubu. Pela primeira vez em uma apresentação do filho, Seu Zé Carlos roubou a cena ao ser chamado na mesa de entrevista para vestir a camisa do Flamengo. Abraçados, pai e filho não aguentaram a emoção e choraram:

– Vai vestir a camisa! – disse um emocionado Marinho antes de o pai se declarar ao Flamengo.

– Quero agradecer a Deus por estar aqui e receber o convite do meu filho. Não tenho palavras. Parece que a ficha caiu de eu estar aqui. Não dá nem para acreditar. Nunca esperava acontecer isso. Sempre pedi a ele para jogar no time que eu mais amo e chegou o momento.

“Teve um dia de um jogo entre Santos e Flamengo e achei de falar que torceria pelo Flamengo. Quando saiu um gol, eu pulei e minha esposa não gostou. Foi para o quarto dormir com raiva. Chegou o momento. É uma grande honra”

Comprado ao Santos por pouco mais de R$ 7 milhões já pagos à vista, Marinho foi a escolha de investimento imediato do Flamengo após a saída de Michael. Uma negociação dependia da outra, por sinal. Eleito Rei da América pelo desempenho com a camisa do Santos há um ano, o atacante de 31 anos foi apresentado oficialmente nesta segunda-feira, no Ninho do Urubu.

– Todo jogador quer estar em um grande clube como o Flamengo. Parece que a ficha não caiu ainda. Chego ao hotel e parece que não é verdade, parece que é um dia que vem se repetindo. Sei do peso da camisa e sei do privilégio que é grande. Quero agradecer aos torcedores por tanto carinho desde a chegada.

Como fez pré-temporada com o Santos normalmente, a tendência é que Marinho já esteja apto a estrear na próxima quarta-feira, diante do Boavista, em Volta Redonda, no primeiro jogo de Paulo Sousa no banco de reservas. O clube corre agora para resolver questões burocráticas a tempo da escalação.

Fonte: G1/Esportes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.