Camilo Cola, fundador da Viação Itapemirim e ex-deputado federal, morre aos 97 anos no ES

O empresário Camilo Cola, ex-deputado federal, morreu na noite deste sábado (29) em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. Ele tinha 97 anos e morreu de causas naturais.

Camilo fundou a Viação Itapemirim, vendida para outro grupo empresarial em 2017 após mais de 60 anos sendo administrada pela família Cola. A empresa lamentou a morte.

O empresário foi deputado federal pelo Espírito Santo entre 2007 e 2015.

Na juventude, lutou na Segunda Guerra Mundial.

Na manhã deste domingo (30), o presidente Jair Bolsonaro destacou a participação de Cola na guerra e lamentou a morte.

“Nos deixou no dia de ontem, o veterano da Segunda Guerra Mundial, Camilo Cola. Dentre seus feitos a participação na tomada de Monte Castelo. Obrigado por garantir nossa liberdade na luta contra o nazismo e fascismo”, escreveu.

Em 2020, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, o homenageou com a Medalha de Mérito Mauá. A comenda simboliza o reconhecimento das personalidades por sua contribuição ao desenvolvimento e progresso do setor de infraestrutura e do país.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), decretou luto oficial por três dias.

“Recebi com pesar a notícia do falecimento de Camilo Cola, ex-combatente, apaixonado pela política e, sobretudo, um dos maiores empreendedores do Brasil, que mesmo com o avançar da idade sempre fez planos para o futuro. Em homenagem, decretarei luto oficial por três dias no ES”, disse o governador.

Fonte: g1.globo.com
Foto: Divulgação / Agência Câmara

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.