Biometria digital nas eleições: saiba o que é e como cadastrar a sua biometria eleitoral

Nas eleições no ano de 2008, o projeto de identificação por meio da biometria foi testado pela primeira vez nos municípios de Fátima do Sul (MS), São João Batista (SC), e Colorado do Oeste (RO).

Após bons resultados da identificação biométrica nas três cidades, a Justiça Eleitoral optou por dar continuação  à biometria dos eleitores em outros 57 municípios no ano de 2010. Assim, nas eleições daquele ano, 1,1 milhão de eleitores de 60 municípios e de 23 estados votaram após suas biometrias serem identificadas pelo leitor biométrico.

O que é biometria eleitoral, como funciona e como se cadastrar?

Veja abaixo, algumas respostas que você precisa saber para entender melhor sobre a biometria digital:

O que é biometria?

A biometria é uma palavra que tem origem Grega (bio= vida + métron  = medida), ou seja, medida biológica” Se refere ao estudo de aplicação de métodos de estatísticas quantitativas à circunstâncias biológicas. Ou seja, é a área da ciência que estuda as medidas e as características físicas ou comportamentais de cada indivíduo, a fim de identificá-los unicamente de maneira automática.

A biometria identifica o ser humano pelas suas características biológicas, físicas e comportamentais.

O principal fundador da biometria foi o estudioso Francis Galton, primo de Charles Darwin. Antropólogo, meteorologista, matemático e estatístico inglês, Galton inventou o primeiro sistema de coleta de impressões digitais.

O que é biometria eleitoral?

biometria eleitoral é um projeto criado em 2008  que, por meio do cadastramento biométrico de todos os estados do Brasil,  o âmbito federal e o tribunal Superior Eleitoral, visam gerar mais segurança no reconhecimento dos eleitores.

Com a biometria digital, a urna só é liberada para votação quando as impressões digitais dos eleitores são reconhecidas pelo leitor biométrico.

As digitais são verificadas a partir do banco de dados unificado da Justiça Eleitoral, garantindo mais segurança e agilidade nas eleições.

Em suma, o cadastro biométrico eleitoral, trata-se do registro das impressões digitais dos eleitores a fim de obter identificação dos mesmos no ato da votação.

Qual o objetivo da biometria eleitoral?

Segundo o TSE, a biometria eleitoral tem o intuito de evitar fraudes e tornar mais transparente os processos de votação, garantindo que o eleitor seja o único a votar com o seu título.

Como o eleitor pode cadastrar a biometria?

Pode-se realizar o cadastro da biometria no cartório eleitoral da região de cada eleitor.  No cadastro, o eleitor grava a biometria dos dez dedos das mãos, tira uma foto e cadastrar também uma assinatura digitalizada. Por mais que sejam cadastrados todos os dedos das mãos, somente os polegares e os indicadores são usados para a confirmação de identidade na votação.

O cadastro, segundo o TSE, garante que “o eleitor seja o único no cadastro eleitoral e que, ao se apresentar para o exercício do voto, seja o mesmo que se habilitou no alistamento eleitoral”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.