Vila Velha é a primeira praia do ES a ter certificação internacional

O Júri Nacional do Bandeira Azul aprovou a candidatura da Praia da Sereia para fazer parte do programa. Isso significa que o Espírito Santo ganhou a sua primeira praia com certificação de excelência internacional.

A Praia da Sereia recebeu tal certificação porque o local tem excelente balneabilidade, além de estar recebendo melhorias na infraestrutura do calçadão, ciclovias, corrimãos, rampa, instalação elétrica, banheiros, chuveiros, sinalização e organização das atividades esportivas praticadas in loco. No Brasil existem apenas alguns locais que já receberam essa certificação.

No país, apenas 22 praias possuem o selo internacional. “Agora temos um modelo de praia de excelência, que irá beneficiar, primeiramente, o morador, que desfruta desse ambiente o ano inteiro e, posteriormente, quem nos visita, atraído pelas nossas belezas naturais”, destaca secretário de Turismo, Esporte e Cultura, Paulo Renato Fonseca Júnior.

Meio Ambiente
Entre os documentos analisados pela comissão nacional do programa, consta a qualidade da água da região pelo período de um ano. Outra exigência é a limpeza da areia, inclusive do microlixo, a partir da certificação.

“Os critérios de balneabilidade do Bandeira Azul são bem mais exigentes do que a legislação nacional. Isso garante a qualidade da água e da areia para os seus frequentadores”, explica a coordenadora de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente, Manuela Batista.

Ao longo de todo o ano, com a certificação internacional, será realizado um programa de educação ambiental no local, com atividades voltadas à conscientização dos frequentadores em relação ao descarte de lixo na praia e a poluição dos ecossistemas marinhos.

Bandeira Azul
A Bandeira Azul é um prêmio ecológico, voluntário, concedido a praias, marinas e embarcações de turismo. Para se qualificar, há uma série de critérios, com foco em gestão ambiental, qualidade da água, educação ambiental, segurança e serviços, turismo sustentável e responsabilidade social, que devem ser atendidos, mantidos e comprovados anualmente. É uma certificação internacional pelo reconhecimento de um padrão de qualidade e excelência.

“Ter uma certificação como essa demonstra nossa preocupação em proporcionar qualidade de vida e promover o turismo de maneira sustentável”, destacou a subsecretária de Turismo, Carla Rezende.

foto: Everton Thiago Fonte: Horagha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *