Ano Novo no Rio: Paes confirma festa de réveillon em Copacabana

RIO — Ao lado do governador Cláudio Castro, o prefeito Eduardo Paes confirmou que haverá festa de réveillon com fogos na Praia de Copacabana e em dez pontos espalhados pela cidade. Os dois participam da abertura do Rio Gastronomia, no Jockey. O prefeito afirmou que todos os detalhes serão revelados em breve, na coletiva da tarde desta quinta-feira. Paes ressaltou que, apesar da epidemia de gripe no município, a taxa epidemiológica da Covid está baixa.

— O governador Cláudio Castro hoje nos deu a boa notícia de que vamos poder anunciar agora a pouco – e eu vou falar em off aqui para vocês – que nós vamos ter réveillon no Rio de Janeiro, com fogos em Copacabana e em dez pontos espalhados pela cidade. Eu acho que é um momento de retomada, de renascimento. Foi um período muito duro. E não há mais nada anti-carioca do que esse vírus. A gente é uma cidade da celebração, do encontro, uma cidade que gosta de se abraçar. Infelizmente, esses últimos anos foram muito duros. Não é que acabou a pandemia, mas, apesar da gripe, a gente vive com a situação epidemiológica muito boa, com taxa de transmissão lá embaixo, internações lá embaixo, e, mais importante que tudo, graças a Deus e à vacina, com o número de mortes lá embaixo — afirmou Paes.

Nesta quarta-feira, o Comitê Científico do estado contra a Covid-19 aprovou a realização da queima de fogos na praia de Copacabana no réveillon, desde que sejam adotadas medidas para evitar aglomerações. Minutos depois, o governador garantiu que estado e prefeitura chegarão a uma decisão na sexta-feira sobre as celebrações e toda a estrutura montada para a virada do ano.  Ele frisou que, apesar de ele e o prefeito defenderem os fogos, os técnicos da Saúde é que vão balizar a decisão.

Nesta quarta-feira, Paes voltou a defender a realização da queima de fogos na Praia de Copacabana:

— A posição da prefeitura e do seu comitê científico continua a mesma: somos favoráveis à queima de fogos na Praia de Copacabana no réveillon. Eu conversei com o governador e chegamos a esse meio-termo (com queima de fogos, mas sem programação de shows), agora ele deve conversar com o comitê científico dele. A decisão definitiva sairá nas próximas 24 ou 48 horas.

Fonte: O Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.